Muitos consideram a Chapada Diamantina o paraíso do trekking, pela quantidade interminável de trilhas e atrativos naturais. A Chapada também pode ser um paraíso para um outro grupo: os Escaladores. E para você que curte as duas opções, esse lugar incrível não irá te decepcionar. Para aproveitar tudo que o Parque irá te proporcionar, dê uma conferida no check list que fizemos pra você :

 Anorak
–  Óculos escuros
Canivete
–  Mochila de 40 a 50 litros
01 mochila de ataque 
–  Bota confortável
–  Calças bermuda 
–  Camisas dryfit
–  Chinelo
–  Boné (ou chapéu)
–  Hidratante
–  Roupa de banho
–  Toalha de banho super absorvente
–  Capa de chuva
–  Protetor solar
–  Repelente
–  Cantil de água
–  Lanterna e pilhas extras
–  Remédios e itens pessoais indispensáveis
–  Bastão de caminhada para trilhas com subidas e descidas íngremes
–   Meias para caminhada
–   Alimentos energéticos
–  Máquina fotográfica

Para ficar com ainda mais vontade de curtir essas aventuras, veja alguns dos lugares a se visitar na Chapada Diamantina:

Vale do Capão – Lençóis • 25 km A travessia é feita entre as montanhas que formam o cenário ícone da Chapada Diamantina, geralmente vistas a partir do Morro do Pai Inácio. O trajeto é realizado em 7 horas em média, com algumas subidas e descidas, e ainda presenteia os turistas com um banho de rio no caminho. O caminho de volta, Lençóis – Capão, também é realizado, mas exige mais esforço físico.

Cachoeira da Fumaça por baixo • 20 km

Esse trekking é recomendado para quem tem mais disposição e espírito de aventura. São três dias intensos de caminhada em pedras, rios e acampamento na mata. No caminho é necessária muita concentração, pois a maioria do tempo você estará subindo, descendo ou passando por leito de rio. A chegada é o momento de se banhar nas águas refrescantes e avistar o imenso paredão da Cachoeira da Fumaça. Não é recomendado fazer a trilha em época de muita chuva.

Para os escaladores de plantão, os vários estilos do esporte – tradicional, esportivo e boulders, podem ser praticados em lugares de fácil acesso, com sombra e ao lado de uma cachoeira, algo atípico para os escaladores. A região concentra vias com medidas de dificuldade que variam do 3º ao 9º grau, de acordo com a tabela brasileira de graduação de escalada. Para quem gosta das montanhas, existem várias opções, como o Pai Inácio, em Palmeiras, o Morro do Beco, em Guiné, e o São Pedro, em Mucugê. A Vila de Igatu é o reduto do boulder, oferecendo um grande número de vias para este estilo, adicionados a mais 60 alternativas de escalada esportiva.

 Na Chapada Diamantina há roteiros de um a dois dias que abrangem banhos de cachoeira e caminhadas, garantindo a companhia da família e dos amigos, que aproveitam para curtir as outras atrações do lugar.

Copyright © 2018 - AlfaVirtual Marketing Digital - Todos os Direitos Reservados. AlfaVirtual é uma empresa do Grupo Nerea.