15/07/2015 - Corda com certificação CE para trabalho em altura

corda-polaris

 

Para escalada, trabalho em altura, acesso por cordas ou operações de resgate e salvamento a qualidade do equipamento é fundamental.

Pensando nisso, a corda Polaris da CSL conta com uma altíssima tenacidade, além de passar por testes e exames constantes, tendo como fundamento teórico e de produção a norma europeia EM 1891 e é certificada pelo CE-EN 1891 e pela Sociedade Certificadora Internacional ABS Consulting.

Alguns dos exames realizados corda Polaris:

– Verificação dimensiona

– Performance dinâmica

– Deslisamento de capa

– Alongamento

– Encolhimento

– Maleabilidade




09/04/2013 - Evolução das fitas de escalada

É incrível a evolução das fitas de escalada! Inicialmente a única opção eram  fitas feitas de nylon. Hoje, são feitas de dyneema (cerca de 800 vezes mais resistente à tensão do que o nylon) e estão cada vez mais estreitas.

A imagem deixa evidente essa mudança pra lá de radical:

–  Fita amarela: 12 mm

–  Fita preta: 12 mm

–  Fita vermelha: 8 mm

–  Fita lilás: 6 mm

Parece absurdo, mas a fita possui realmente apenas 6 mm, aparentemente mantendo a mesma resistência! Há controvérsias quanto a isso, pois já se foi falado dessa fita ser danificada em algumas circunstâncias simples, sem motivos para que ocorresse algum tipo de dano. Não se sabe com certeza se foi mau uso, azar ou um erro de fato.

Mas o que fica como verdade absoluta é o reflexo das inovações tecnológicas em produtos e equipamentos de aventura, que ficam cada vez mais adaptados e modernos.

02/04/2012 - Nova norma de trabalho em altura

NR35 – Nova norma de trabalho em altura

O trabalho em altura acaba de ganhar mais um aliado para a manutenção da segurança de quem atua com essa atividade de alto risco. O Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) aprovou a Norma Regulamentadora n.º 35 (NR-35), sobre Trabalho em Altura, e criou a Comissão Nacional Tripartite Temática (CNTT) da NR-35, com o objetivo de acompanhar a implantação da nova regulamentação.

A NR-35 estabelece os requisitos mínimos e as medidas de proteção para o trabalho em altura – toda atividade executada acima de dois metros do nível inferior, onde haja risco de queda – como o planejamento, a organização e a execução, a fim de garantir a segurança e a saúde dos trabalhadores envolvidos direta ou indiretamente com esta atividade.
O texto também faz referência às responsabilidades do empregador e do trabalhador. O empregador deverá promover um programa para capacitação dos trabalhadores para a realização de trabalho em altura. Ao trabalhador, caberá cumprir as disposições legais e regulamentares sobre trabalho em altura, inclusive os procedimentos expedidos pelo empregador; interromper suas atividades exercendo o direito de recusa, além de zelar pela sua segurança e saúde e a de outras pessoas que possam ser afetadas por suas ações ou omissões no trabalho.

Desta forma, todo trabalho em altura deverá ser planejado, organizado e executado por trabalhador capacitado e autorizado (trabalhador cujo estado de saúde foi avaliado, tendo sido considerado apto para executar essa atividade e que possua anuência formal da empresa). Caberá ao empregador avaliar o estado de saúde dos trabalhadores que exercem atividades em altura.

As obrigações gerais da NR-35 entram em vigor seis meses após sua publicação. Já a obrigatoriedade de treinamento e capacitação ofertadas pelo empregador entram em vigor daqui a 12 meses.

06/03/2012 - Acima de tudo, a segurança

Na última sexta-feira toda a mídia noticiou o trágico acidente no Hopi Hari em Vinhedo, São Paulo, em que uma adolescente morreu ao cair do brinquedo chamado Torre Eiffel, de 69,5 metros de altura. Na mesma semana, uma mulher de 54 anos morreu após o cabo da tirolesa em que estava se romper e provocar a queda, também no litoral paulista.
Os ocorridos foram um alerta: mais do que em outras atividades, o turismo de aventura e os esportes radicais que envolvem altura devem sempre ser praticados com o máximo de segurança. Com uma natureza tão rica, com o surgimento de novas opções, essas formas de lazer e aventura só tendem a crescer no Brasil, e a segurança deve caminhar junto com esse crescimento.
Já falamos aqui no blog sobre os equipamentos de segurança necessários para cada tipo de atividade. Mas a postura de quem trabalha com a área também deve ser segura. Como em qualquer outro tipo de atividade de aventura, os de altura envolvem riscos, mas estes riscos precisam ser administrados para serem minimizados e as atividades de lazer transcorram de forma segura.
Essa é a prioridade do Nerea: implementar práticas seguras e responsáveis nas atividades que oferece. O comprometimento com as normas de segurança empregadas, o uso adequado dos equipamentos de segurança e com a ética de todos os profissionais, buscamos sempre oferecer o melhor para você.

16/02/2012 - Aventura em cachoeiras: canionismo

O canionismo (canyoning, em inglês) é um esporte de alpinismo praticado em cachoeiras, buscando a exploração do ambiente dos cânions e dos rios em garganta. Além de paisagens deslumbrantes, é uma atividade emocionante e cheia de adrenalina.

O conceito do canionismo é o de ser uma atividade de baixo impacto no convívio com o ambiente natural, influenciando o praticante a interferir o mínimo possível nesses locais.

A falta de técnica, a não-utilização dos equipamentos certos e o despreparo pode levar a sérios riscos, desde quedas de pedras sobre os praticantes, até o risco de afogamento. É por isso que estar preparado é essencial.
E esse é o trabalho do Canyoning Project, que objetiva compartilhar técnicas e conhecimentos sobre a prática de canionismo, buscando mostrar de forma simples e clara a realidade deste esporte ainda pouco conhecido por aqui, mas que está atraindo pessoas de diversos estilos, como esportistas e até mesmo pessoas que apenas buscam uma atividade onde possam obter uma experiência nova. Além de fornecer todas as informações através de seu blog, o Canyoning Project realiza expedições para incentivar a prática do esporte.
Através de caminhadas em montanhas, os instrutores levam os praticantes a entrar em um curso d’água com poços, cachoeiras, escorregas, proporcionando uma diversão sem igual,trabalhando seus medos, ultrapassando limites e ativando a adrenalina. Além de permitir o contato com a energia positiva oferecida pelas quedas d’água.
Conheça e pratique o Canyonismo. Acesse canyoningproject.wordpress.com.

14/02/2012 - De Galho em Galho

Que tal se aventurar por meio de árvores, testando seu equilíbrio, através de percursos bem divertidos? É só praticar o arvorismo (ou arborismo). Considerado um esporte radical, o arvorismo é utilizado também no turismo de aventura e para atividades de lazer de adultos e crianças.

O arvorismo é praticado através de plataformas e cabos nas copas das árvores, percorrendo um circuito, ultrapassando diversos obstáculos como escadas, tirolesas, pontes suspensas entre outros que podem ser criados. Você não precisa ser atleta para praticar o esporte, basta ter vontade, equilíbrio e muita coordenação!

O esporte apresenta duas modalidades: o arvorismo técnico, que surgiu da necessidade de pesquisadores em deslocarem-se pelas copas das árvores para investigação destinadas às pesquisas de campo, e o arvorismo acrobático, com o grau de dificuldade aumentado por  obstáculos durante o percurso.

Para a montagem do circuito, são necessários materiais como cabo de aço, polias ou roldanas, e fita tubular. Equipamentos de segurança como cadeirinha, luvas e capacete são obrigatórios na prática e um monitor estará à disposição para auxiliar.

Venha se divertir nesta diferente aventura em contato com a natureza!

23/01/2012 - Nas alturas!

Você gosta de aventura, principalmente nas alturas, e quer praticar com o máximo de segurança? O ideal é realizar cursos que envolvam o trabalho em altura, que vão te preparar para a prática correta, te informar sobre todos os riscos e te deixar pronto para agir em caso de algum imprevisto.

O trabalho em altura é uma área profissional destinada a trabalhos de alto risco feitos em locais de altitude elevada, que só pode ser exercido depois de treinamento, testes e supervisão, com equipamentos próprios e termos de responsabilidade. No quesito aventura, a capacitação vai te preparar para se especializar em áreas como ecoturismo, esportes radicais, resgate e afins.

 

O NEREA oferece diversos cursos relacionados ao emprego de técnicas verticais, como rappel em ambientes naturais e confinados, cursos de resgate em altura, limpeza de fachadas de edifícios e atividades de lazer como tirolesa, escalada, circuito de aventuras e arvorismo. Com instrutores altamente qualificados, formados pelo Corpo de Socorro em Montanha COSMO, pela Unidade Especial de Resgate e Emergência – UERE, e pelo Corpo de Bombeiros – CBMMG, te prepara para cada necessidade.

Prepare-se para a sua aventura! Conhecimento nunca é demais, e o NEREA recomenda!

- Nas alturas!

Você gosta de aventura, principalmente nas alturas, e quer praticar com o máximo de segurança? O ideal é realizar cursos que envolvam o trabalho em altura, que vão te preparar para a prática correta, te informar sobre todos os riscos e te deixar pronto para agir em caso de algum imprevisto.

O trabalho em altura é uma área profissional destinada a trabalhos de alto risco feitos em locais de altitude elevada, que só pode ser exercido depois de treinamento, testes e supervisão, com equipamentos próprios e termos de responsabilidade. No quesito aventura, a capacitação vai te preparar para se especializar em áreas como ecoturismo, esportes radicais, resgate e afins.

 

O NEREA oferece diversos cursos relacionados ao emprego de técnicas verticais, como rappel em ambientes naturais e confinados, cursos de resgate em altura, limpeza de fachadas de edifícios e atividades de lazer como tirolesa, escalada, circuito de aventuras e arvorismo. Com instrutores altamente qualificados, formados pelo Corpo de Socorro em Montanha COSMO, pela Unidade Especial de Resgate e Emergência – UERE, e pelo Corpo de Bombeiros – CBMMG, te prepara para cada necessidade.

Prepare-se para a sua aventura! Conhecimento nunca é demais, e o NEREA recomenda!

25/11/2011 - Trabalho em Altura, conheça

O trabalho em altura vem sendo cada vez mais valorizado e necessário. Este fato ocorre devido às situações diárias demandarem isto, um simples exemplo disto é em uma empresa ou indústria na qual a linha de produção não pode parar, possui um problema no telhado, qualquer operação a ser feita em locais mais altos exige uma mão de obra qualificada, apta a trabalhar em alturas. Assim, cada vez mais devemos nos preocupar com uma formação adequada, onde o trabalhador saberá elaborar e instalar os pontos de ancoragem, bem como trabalhar com os equipamentos necessários.

Portanto, frisamos a importância do treinamento dos trabalhadores para garantir a segurança e a tranqüilidade durante a realização deste tipo de trabalho. É muito importante que os profissionais participem de cursos preparatórios e também de reciclagens, já que há grande quantidade de informação, que está em constante atualização.